Você é político?

Você é político?

Se você não aguenta mais ler e ouvir assuntos relacionados à política, deve estar pensando neste momento: “Até o Lucas que falar de política? Não acredito!”. Calma, não vou abordar questões partidárias e nem falar do nosso atual processo de eleição, que é importante, claro, mas não será o foco da mensagem que eu quero te passar neste e-mail.

Lá no título, eu fiz uma pergunta que irá guiar a nossa interação de hoje: “Você é político?” Se você respondeu “não” porque nunca se candidatou a nenhum cargo ou porque não é afiliado a nenhum partido, te digo que ser político vai muito além da atuação pública.

Nas relações interpessoais, ser político é fundamental para que a pessoa consiga conquistar os seus objetivos de vida, inclusive no âmbito profissional.


O ser político

A palavra ‘político’ está diretamente relacionada com pessoas que exercem atividades profissionais para os poderes executivo e legislativo. Mas, de acordo com o dicionário Priberam, a palavra político representa um indivíduo delicado, urbano e cortês. Essas características são importantes para o desenvolvimento pessoal e profissional dentro da sociedade.

Assim, posso afirmar que política é toda e qualquer forma de relacionamento entre as pessoas. Deste modo, ser político quer dizer que você sabe se relacionar com as pessoas ao seu redor, colabora para que todos alcancem o seu melhor, participa de ações em grupo e valoriza o próximo.

Se identificou com essas atitudes do ser político? Acredito que sim, pois elas são essenciais para o sucesso pessoal e profissional de todos nós. Mas, na correria diária, às vezes nos fechamos em nosso individualismo, deixando o ser político em segundo plano.

Isso acontece com boa parte das pessoas e é absolutamente normal, mas alguns questionamentos nos fazem repensar esses comportamentos não-políticos” que apresentamos em nossa rotina. Por exemplo:

  • Quantas vezes você precisou de ajuda para concluir um trabalho, mas preferiu fazer tudo sozinho?
  • Quantas vezes você deixou de apresentar uma ideia por temer a reação das outras pessoas?
  • Quantas vezes você já ficou frustrado porque seus colegas de trabalho não concordaram com a sua opinião?
  • Quantas vezes você não quis saber o que o outro pensa sobre um assunto debatido em grupo?
  • Quantas vezes você deixou de falar um “oi”, “bom dia” ou “boa tarde” para as pessoas que passaram por você?

Sem julgamentos, eu digo que já enfrentei situações como essas no meu dia a dia, mas ao saber a importância do ser político para a conquista dos meus objetivos e também para ter relações interpessoais mais produtivas, saudáveis e amigáveis, comecei a repensar certas atitudes que temos quase que automaticamente.

Todos nós fazemos política diariamente, pois o ato de ser político está ligado ao comportamento humano, tanto de forma positiva quanto negativa. Essa é uma reflexão importante, pois estamos em um momento eleitoral e a insatisfação com os políticos (que ocupam cargos públicos) nos faz pensar no que não aprovamos e não devemos replicar em nossas vidas.

E aí, vamos ser mais políticos?

 

Abraços e até a próxima!

Escreva um comentário