UM BAÚ DE DIAMANTES NO FUNDO DO MAR

UM BAÚ DE DIAMANTES NO FUNDO DO MAR

Tem pessoas que são como um baú cheio de diamantes no fundo do mar!

Eai!

Aqui é o Lucas Lopes, da Motive.

Eu já joguei futebol nos campos de várzea do meu bairro. E na época eu via alguns caras que jogavam melhor do que muito jogador profissional por aí.

Talvez você conheça alguém que canta tão bem que você não acredita como essa pessoa não seja cantora. Ou conheça alguém que desenha muito ou tem talento para fazer alguma outra coisa, mas não faz profissionalmente.

Um dia eu ouvi num podcast que essas pessoas infelizmente são como baú de diamantes no fundo do mar, ou seja, dentro daquele baú há algo muito precioso, mas tá escondido do mundo.

Lembro que li um texto que dizia que não adianta você só ser bom, você também precisa parecer bom!

Eu concordo tanto com essas duas lições que, ao juntá-las, são resumidas pela nossa missão: Expulsar do Brasil o vitimismo e o complexo de vira-lata.

Acreditamos que qualquer um tem capacidade de realizar e alcançar suas conquistas. Ter uma vida abundante de felicidade e recursos, se estiver disposto a pagar o preço, que também concordo que é mais caro para quem vem de baixo, porém não depende do governo, nem dos outros, só depende de nós!

Não seja um baú de diamantes no fundo do mar!

Pra isso, reflita: quem está protagonizando a sua vida?

Você? Ou você já terceirizou isso também?

Lucas Lopes – Fundador da Motiveação Palestras

Escreva um comentário