Trabalhar com paixão: você acha que é impossível?

Trabalhar com paixão: você acha que é impossível?

Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida” – Confúcio. Eu ouvi essa frase inspiradora muitas vezes em minha vida e certamente, você também já deve ter a encontrado em reportagens e em posts nas redes sociais.

Sei que nem sempre é fácil trabalhar com paixão, ainda mais quando encaramos a nossa atividade profissional como algo exclusivamente focado na questão financeira. Por isso, para que a sua trajetória seja leve, feliz e repleta de aprendizados, é fundamental encontrar um sentido para o que você se propõe a fazer todos os dias em seu trabalho.

Você não ama fechar relatórios semanais, mas tem que fazer isso ao menos quatro vezes por mês? Em vez de sofrer com essa tarefa, você já experimentou valorizá-la? Sem o relatório a empresa não teria acesso ao desempenho do seu trabalho e não poderia te ajudar a traçar ações que visam melhorar os resultados ou focar em áreas que estão alcançando um bom retorno.

Reconhecer que o seu papel é um importante começo. Essa postura te deixará mais  motivado para realizar todas as atividades profissionais, até mesmo aquelas que você não gosta tanto. Os impactos dessa mudança de atitude são bastante positivos. Você se sentirá mais contente, poderá contagiar as pessoas ao seu redor, se sentirá parte do todo e passará a ser mais valorizado pelas pessoas, inclusive pelos superiores.

Sei que toda essa mudança não é fácil e nem acontecerá da noite para o dia. Mas, digo para você que com empenho é possível, sim, trabalhar com paixão.

Trabalho x Amor: como conquistar o equilíbrio?

Segundo o grande empreendedor Steve Jobs: “A única maneira de fazer um ótimo trabalho é amando o que você faz. Se você ainda não encontrou isso, continue procurando”. Uma simples análise dessa frase dá a entender que você só será feliz fazendo aquilo que ama. Claro que realizar atividades prazerosas no dia a dia melhora a sua produtividade, te torna mais feliz, motivado e amplia consideravelmente as chances de alcançar a excelência.

Mas, você já parou para pensar que é possível se apaixonar pelo seu atual trabalho?

Hoje, a relação trabalho e trabalhador é muito pautada pelo retorno financeiro. O aprendizado, o crescimento, a gratidão, a motivação e o autoconhecimento, pontos essenciais para  transformar a vida pessoal e profissional, são muitas vezes colocados em segundo plano.

A minha sugestão é que você busque encontrar o equilíbrio entre a paixão e o trabalho. Todos os dias precisamos estar dispostos a nos “apaixonar” por nossas tarefas, por mais difícil que seja fazer isso na prática.

Enxergar soluções em vez de só apontar problemas é o começo para a transformação. Saber que em tudo na vida há pontos positivos e negativos e que nada e nem ninguém é perfeito, mas que sempre é possível melhorar, também são atitudes que ajudarão a tornar a sua relação com o trabalho mais apaixonante.

Há outras dicas para alcançar esse equilíbrio, como:

• Assumir novos desafios

• Delegar mais

• Definir prioridades

• Sugerir mudanças

• Projetar novos objetivos

• Melhorar o relacionamento interpessoal

• Ter mais paciência

Por fim, digo para você que é possível amar várias coisas em seu trabalho, mesmo que o seu sonho profissional ainda não esteja presente em seu dia a dia. Mas, se a trajetória até ele for feliz, leve e cheia de aprendizados, as chances do sonho se tornar um sucesso certamente serão maiores.

Confúcio e Steve Jobs, um filósofo e um empresário de sucesso, tinham razão. Entretanto, vale ressaltar que cabe a mim e a você encontrar as melhores formas para unir paixão e trabalho.

Você já trabalha com o que ama? Aprendeu a gostar do que você faz atualmente? Conte pra gente a sua experiência nos comentários abaixo.

Um grande abraço e até a próxima postagem.

 

Escreva um comentário