Mulher, de onde vem sua motivação?

Mulher, de onde vem sua motivação?

 

O poder feminino no mundo dos negócios é uma tendência que só tem crescido nos últimos tempos. Segundo o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, o número de mulheres empreendedoras aumentou 34% nos últimos quatorze anos. Dados de 2014 apontaram que 7,9 milhões delas são donas do próprio negócio, porém com a crise dos últimos anos, esses dados devem ter sido superados, mas ainda, não há números oficiais.

Essa iniciativa feminina mostra também um dado que reflete no orçamento familiar. De acordo com informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), quatro em cada dez casas são chefiadas por mulheres. 41% delas têm como função serem donas do próprio negócio e é a principal responsável pelo sustento da família.

O universo da empreendedora brasileira é formado por jovens (40% aproximadamente 34 anos) e os segmentos em que mais investem são: restaurantes (16%), serviços domésticos (16%), salões de beleza (13%) e comércio de cosméticos (9%).  A maioria empreende em casa (35%), o que é explicado porque facilita a conciliação das tarefas domésticas com sua vida profissional. Exemplos de mulheres bem-sucedidas não faltam, abaixo, algumas empreendedoras que são destaque no mundo empresarial e um breve resumo de como chegaram aonde estão:

 

Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza
Ela é herdeira do Magazine Luiza, mas foi sob o seu comando que as lojas que tinham atuação somente na cidade de Franca, interior de São Paulo, conseguiram ser uma das maiores redes varejistas do país. Sua motivação iniciou bem cedo, aos 12 anos, quando começou a trabalhar na loja da família para poder comprar presentes de Natal para todos que ela gostava. O dom por vendas começou aí, e a levou a ser a presidente da rede, sob sua liderança começou a traçar a expansão do Magazine Luiza por todo o território brasileiro.

 

Zica Assis, do Beleza Natural
Empresa especializada em produtos para cabelos crespos e ondulados, algo inexistente até então. O empreendimento começou há 21 anos, quando Zica Assis, ex-babá e faxineira, inconformada com seu cabelo, queria um balanço mais natural e cachos mais bonitos. Começou a misturar matérias-primas em busca da fórmula ideal. Foram incontáveis testes nos cabelos de familiares e amigos até chegar ao produto perfeito. O negócio, que começou em uma salinha de 30m² na Zona Norte do Rio de Janeiro, se expandiu e em 2017 inaugurou sua primeira loja em Nova Iorque.

 

Sônia Hess, da Dudalina
Tudo começou por um erro de cálculo e acabou se transformando na maior loja especializada em camisas do país. Ao comprar um lote de tecidos muito acima do que precisava, ‘Seu’ Duda achou que ia ficar no prejuízo. Inconformada, sua esposa Dona Lina desmanchou uma camisa, viu como era feita e, com o tecido extra que acabara de receber, confeccionou três camisas, que rapidamente foram vendidas. Assim nasceu a Dudalina, que presidida por Sônia Hess, filha dos fundadores, virou uma das maiores empresas de confecção do Brasil e hoje, suas camisas são exportadas para diversos países.

 

Lorena de Carvalho, do Zé Coxinha
Sabendo da paixão do brasileiro por coxinha de frango, Lorena de Carvalho não pensou duas vezes. Resolveu empreender nesse ramo e criou o Zé Coxinha, que vendia um copo com 15 minicoxinhas ao preço de R$ 1,00. O negócio começou em Vila Velha, Espírito Santo e os grandes diferenciais da empresa eram a personalidade única da marca e o preço justo dos produtos, mas que oferece grande margem de lucro. Hoje, o Zé Coxinha é uma franquia que conta com mais de 58 lojas pelo país e vende, além da tradicional coxinha de frango, coxinha com outros recheios, salgados diversos, espetinhos e até bolos.

 

Chieko Aoki, do Blue Tree Hotels
Formada em Direito pela USP, trabalhou na Europa, Ásia e Estados Unidos no ramo de hotelaria. Foi Diretora de Marketing e de Vendas do Caesar Park São Paulo, tornando-se logo depois, presidente de toda cadeia de hotéis. Largou sua careira para fundar sua própria rede, o Blue Tree Hotels, uma das mais importantes do país e presente em diversas cidades. Conhecida como a dama da hotelaria brasileira, seu lema empresarial é: consolidar a rede como a mais conceituada operadora brasileira de hotéis com reconhecimento pela alta qualidade, elegância e estilo próprio de serviços.

 

Essas são algumas das empreendedoras que atingiram o sucesso em seus ramos de atuação. Elas passaram por muitos obstáculos, início com muita dificuldades, mas com persistência, dedicação e espírito empreendedor, conseguiram realizar o sonho de ter suas empresas materializadas. Você também pode aprender um pouco mais sobre a experiência de empreender conhecendo histórias de outras mulheres, clique aqui.
Fontes: Portal Brasil / Sebrae / Endeavor

 

Curta nossa página no Facebook e compartilhe

Escreva um comentário