Eduardo Biavati

Escritor e especialista em educação e segurança no trânsito

eduardo biavati motivação

Eduardo Biavati é Mestre em Sociologia (UnB), escritor e especialista em educação e segurança no trânsito.

De 1993 a 2004, foi Coordenador Nacional do Programa de Prevenção de Acidentes de trânsito da Rede SARAH de Hospitais de Reabilitação. Desde 2004, dirige a Em Trânsito Consultoria, empresa especializada em projetos de educação, treinamento e capacitação de gestores e produção de campanhas públicas. A Em Trânsito atua, ainda, na área de segurança e saúde corporativas. Entre 2005 e 2009, Biavati atuou como assessor técnico da Companhia Engenharia de Tráfego de Sao Paulo (CET-SP), integrando o grupo de segurança de motociclistas e o desenvolvimento do Selo Transito Seguro, destinado à promoção da gestão de segurança entre empresas de motofrete e tomadores do serviço de entrega de pequenas cargas.

Biavati foi membro titular da Câmara Temática de Educação e Cidadania do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), no biênio 2010-2011.

Em 2012, Biavati foi consultor do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (DETRAN/RS), entre 2012 e 2014 a foi consultor da Secretaria de Transportes da Prefeitura de São José dos Campos/SP. Em 2013, o sociólogo iniciou um nova parceria de trabalho com o projeto do Ministério da Saúde Vida no Trânsito, por meio da Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul.

“Eduardo Biavati é um dos principais conferencionistas do Brasil quando o assunto é Trânsito.”

 

 

< < Clique aqui e veja outros Palestrantes de Trânsito > >

Download Perfil

livro-rota-de-colisao-motiveaçãoRota de Colisão – Acidente de trânsito não existe. Como assim? E os milhares de mortos e incapacitados físicos de nossas ruas e estradas? Mas acidente significa algo imprevisto, furtivo. Entretanto, a esmagadora maioria das ocorrências de trânsito acontece por causas bem previsíveis. Isso , e claro, tem a ver com a atitude das pessoas em relação ao próximo e também a si mesmas. Mas essa não é a explicação. Neste livro, convidamos você a entender por que a cidade muitas vezes também é culpada. O trânsito nos coloca o tempo todo em contato com os cidadãos à nossa volta, e isso não precisa ser um conflito permanente. Ser cidadão, no sentido pleno da palavra, não é apenas respeitar a faixa de pedestres – mas também aprender a usa-la. Quem não cuida de si coloca o outro em risco, também. O trânsito é o ponto de partida para uma inovadora reflexão sobre a sociedade, a cidadania, a vida nas cidades, hoje.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *