Carlos Alberto Parreira

Ex-Treinador de futebol da seleção Brasileira

Carlos Alberto Parreira Motiveação Palestras

Carlos Alberto Parreira é ex-treinador de futebol. Participou de Copas do Mundo por cinco seleções diferentes (Arábia Saudita, Brasil, Emirados Árabes, Kuwait e África do Sul).

Parreira é conhecido nacional e mundialmente pelas conquistas da Copa do Mundo de 1994, ao lado de Zagallo, do Campeonato Brasileiro de 1984 com o Fluminense e a Copa do Brasil de 2002, com o Corinthians.

Formado em Educação Física pela Escola Nacional de Educação Física e Desportos, no Rio de Janeiro, em 1966, começou sua carreira como Preparador Físico do São Cristóvão de Futebol e Regatas. Foi um dos preparadores físicos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1970, quando a seleção conquistou o tricampeonato mundial.

Como técnico, Parreira trabalhou em uma série de clubes pelo Brasil e pelo mundo. Suas passagens mais marcantes foram no Fluminense (seu time do coração), em 1984, quando o clube conquistou seu segundo título do Campeonato Brasileiro e em 1999, quando ajudou na recuperação do clube com a conquista da Série C do Campeonato Brasileiro. Além do clube carioca, Parreira também fez história no Corinthians em 2002, quando foi campeão da Copa do Brasil e da última edição do Torneio Rio-São Paulo, e no Bragantino, levando o modesto clube do interior paulista à final do Campeonato Brasileiro de 1991, perdida para o São Paulo de Telê Santana.

Ao todo, integrou a comissão técnica de sete clubes brasileiros, boa parte do tempo no Rio de Janeiro. Mesmo com passagens vitoriosas por essas equipes, foi após a conquista da Copa de 1994, com a Seleção Brasileira, que Parreira obteve reconhecimento e prestígio internacionais, que renderam-lhe diversos convites e propostas de trabalho no exterior, abrindo portas num mercado até então muito pouco explorado. E foi aí que sua carreira decolou. Dirigiu Valencia CF (Espanha), Fenerbahçe (Turquia) e MetroStars na recém-iniciada Major League Soccer.

Mas o maior sucesso foi com seleções nacionais. Conquistou vários torneios asiáticos com as seleções do Kuwait e da Arábia Saudita, além da Copa América 2004 e a Copa do Mundo de 1994 pela Seleção Brasileira. Atingiu ainda a notável façanha de classificar cinco seleções nacionais diferentes e disputar seis Copas do Mundo: Kuwait – 1982; Emirados Árabes – 1990; Brasil – 1994 e 2006; Arábia Saudita – 1998; África do Sul – 2010, igualando assim o recorde anterior (já que Bora Milutinović levou cinco países à competição), são resultados bastante expressivos para um profissional até hoje bastante contestado pelos críticos do esporte e, principalmente, pela exigente torcida brasileira.

Muitos faziam reservas ao estilo mais cauteloso e burocrático de Parreira, além de tê-lo considerado excessivamente teórico e esquemático. Há os que defendem que as equipes de Parreira frequentemente eram caracterizadas pelo bom toque de bola e pelo envolvimento do adversário em seu jogo. Inspirado no lema de Sepp Herberger (antigo técnico alemão) que diz que futebol é atacar e defender com a máxima eficiência,Parreira ficou conhecido pela frase O Gol É apenas um detalhe mostrando a intensa visão do jogo defensivo.

Até 17 abril de 2008, Parreira comandou a seleção da África do Sul, anfitriã da próxima Copa do Mundo. Entretanto, alegando problemas particulares, o treinador deixa a seleção sul-africana sem obter resultados satisfatórios. Em seu lugar, assume o também brasileiro Joel Santana, recém saído do Flamengo. Em 6 de março de 2009, Parreira acerta a sua volta ao Fluminense (seu clube de coração), após a saída de René Simões. No entanto, em 13 de julho do mesmo ano, o técnico tetracampeão mundial pela seleção brasileira foi demitido por conta dos resultados inconsistentes no Campeonato Brasileiro.

No dia 23 de outubro de 2009, voltou ao cargo de treinador da África do Sul após a demissão de Joel Santana, onde permaneceu até o encerramento da participação daquela seleção na Copa do Mundo FIFA de 2010. A vitória conseguida sobre a França (2-1) foi a primeira do treinador conseguida em Copas do Mundo dirigindo seleções que não a brasileira.

No dia 22 de dezembro de 2010, anunciou sua aposentadoria como técnico.

Quase dois anos depois, mais precisamente em 28 de novembro de 2012, Parreira, com a volta de Luiz Felipe Scolari ao comando da seleção brasileira, assume a sua função de coordenador técnico.

“Carlos Alberto Parreira, é conhecido nacional e mundialmente pelas conquistas da Copa do Mundo de 1994, ao lado de Zagallo.”

 

 

< < Clique aqui e veja outros Palestrantes de Liderança > >

Download Perfil

Não há livros para este profissional.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *