As qualidades importantes para um líder corporativo ter sucesso.

As qualidades importantes para um líder corporativo ter sucesso.

 

Desempenhar o papel de líder na empresa não requer apenas força de vontade, pois de nada adianta ocupar o cargo se os colaboradores não o veem como tal. Em seu livro ‘O monge e o executivo’, James Hunter considera que liderança é a capacidade de influenciar as pessoas de tal maneira que elas passam a trabalhar com muito mais entusiasmo e totalmente motivadas com o objetivo comum de fazerem os processos fluírem. A maioria dos líderes reúne algumas características em comum que, analiticamente, traça um perfil bastante claro de como chegaram a tal posição, vamos a elas:

Fazer por paixão
Desempenhar uma atividade que lhe dê prazer nem sempre é encarada como um trabalho. Pode reparar: pessoas apaixonadas pelo que fazem se dedicam com muito mais vontade, correm atrás e são determinadas pelo simples motivo de estarem fazendo o que mais gostam. A satisfação de verem o desenrolar do que foi planejado, até chegarem ao resultado esperado, é uma fonte de prazer profissional indescritível.

Canal de comunicação aberto
Ninguém nega o poder da comunicação e o líder precisa dominar com propriedade essa ferramenta para passar instruções de forma clara e que não dê margem a interpretações diferentes do objetivo proposto. Quem não lembra da história bíblica da Torre de Babel? Por uma intervenção divina, de uma hora para outra, os construtores não falavam mais a mesma língua. Todos abandoram a obra e cada um seguiu o seu caminho. Não é isso que queremos para uma equipe de trabalho, certo? Para aqueles que coordenam um time é importante se fazer entender para que as tarefas sejam assertivas e minimamente refeitas. O mesmo acontece no feedback aos subordinados, pois muitos podem ficar inibidos devido a hierarquia da empresa e deixam de contribuir positivamente. Um canal de comunicação aberto, de ambos os lados, deve ser usado a favor da boa interlocução.

Estabelecer metas
Todo projeto tem um objetivo e, por isso mesmo, precisa de planejamento. Se isso não acontecer é como estar à deriva em mar aberto. Nunca se sabe o rumo que o barco irá tomar e você ficará entregue à própria sorte. Por isso, antes de mais nada é essencial estabelecer uma meta, mas ela precisa ser realista, factível e que possa ser alcançada em determinado período.

Ser disciplinado
O líder precisa ser muito disciplinado para chegar ao objetivo. É necessário traçar um caminho, seguir por ele e conduzir a equipe, sem desviar do que foi planejado. Em outras palavras é preciso manter o foco para conquistar o que deseja. Imagine formigas indo buscar alimento no seu jardim. Se cada uma se aventurasse sozinha, seria muito mais difícil encontrar comida e trazer até o formigueiro. Por isso, elas fazem uma trilha por onde todas marcham em um ritmo só, às vezes até são ajudadas por suas companheiras quando o que carregam é muito pesado.
Manter uma disciplina também serve de exemplo para as pessoas que estão sendo coordenadas, pois servirá para nortear a sua própria conduta no projeto.

Manter a motivação
Um líder é como um timoneiro, é ele quem dita o ritmo da remada. Todos que estão sob seu comando precisam seguir na mesma frequência para que, no conjunto, a força do grupo seja mais robusta. O líder precisa criar um ambiente favorável que seja motivador. Como conseguir isso? Primeiro, é ter um senso de organização para que os processos fluam harmonicamente, sem atropelos. Outro ponto é propor desafios para que os colaboradores possam mostrar seu potencial. Se desepenharem bem as tarefas, reconhecer e elogiar o trabalho para que eles fiquem motivados a fazer mais e melhor e até mesmo, gerar uma promoção para os que mais se destacarem.

Equilíbrio pessoal e profissional
Contar com um líder que tenha equilíbrio emocional favorece muito o ambiente de trabalho. Todos sentem maior segurança para tomar iniciativas, pois saberão que não serão repreendidos aleatoriamente, sem falar que cria um clima de harmonia e tranquilidade. Todos saberão que seu líder possui maturidade psicológica suficiente e que, mesmo sob pressão, não criará um ambiente tenso que deixará todos nervosos.
Mas atingir um ponto equilibrado no trabalho é reflexo da sua vida pessoal e vice-versa. Ambas devem estar em perfeita sintonia para que nenhum dos lados fique deficiente e crie um ambiente instável.

Busque resultados
Todas as qualidades anteriores só terão valido a pena se o mais importante for alcançado: resultados positivos. Mas isso não significa buscar a qualquer custo, pois irá comprometer alguma das habilidades citadas ou até todas elas. Atingir as metas é um trabalho feito por etapas, e o bom líder sabe que não adianta encurtar caminho ou procrastinar decisões para chegar mais rápido a elas. Existem inúmeras variáveis envolvidas – o relacionamento interpessoal, a execução dos processos, os prazos para entrega de projetos, os resultados, etc – que devem ser levadas em conta para que o trabalho do líder seja bem avaliado.

Um líder genuíno sabe extrair de seus comandados todo o potencial que cada um possui. Tem uma visão ampla da sua equipe, proporciona um ambiente motivador, possui boa interlocução hierárquica (tanto com superiores como com subordinados), sabe ouvir sugestões e aceita ideias novas. Por reunir qualidades tão positivas, torna-se um exemplo para sua equipe e o restante da empresa.

Fontes: Investimentos e Notícias / Comunidade ADM / Blog JRM

Escreva um comentário